24 julho, 2015

Resenha: A Probabilidade Estatística do Amor à Primeira Vista

TÍTULO: A Probabilidade Estatística do Amor à Primeira Vista
TÍTULO ORIGINAL: The Statistical Probability of Love at First Sight
SÉRIE: Volume Único
AUTOR(A): Jennifer E. Smith
EDITORA: Galera Record
PÁGINAS: 224
Minha Avaliação: 


Com uma certa atmosfera de Um dia, mas voltado para o público jovem adulto, A probabilidade estatística do amor à primeira vista é uma história romântica, capaz de conquistar fãs de todas as idades. Quem imaginaria que quatro minutos poderiam mudar a vida de alguém? Mas é exatamente o que acontece com Hadley. Presa no aeroporto em Nova York, esperando outro voo depois de perder o seu, ela conhece Oliver. Um britânico fofo, que se senta a seu lado na viagem para Londres. Enquanto conversam sobre tudo, eles provam que o tempo é, sim, muito, muito relativo. Passada em apenas 24 horas, a história de Oliver e Hadley mostra que o amor, diferentemente das bagagens, jamais se extravia.

A Probabilidade Estatística do Amor à Primeira Vista com certeza virou um dos meus livros favoritos. Com uma história simples e cativante ele faz com que você não queira parar de ler até terminar. E logo depois que você termina faz com que queira ler novamente.

Hadley tem 17 anos e está prestes a enfrentar o casamento de seu pai com outra mulher que não sua mãe. Além disso o casamento é em Londres, e como ela mora nos Estados Unidos com sua mãe, ela terá que enfrentar seu medo de claustrofobia durante 7 horas ao lado de um estranho. Como se não bastasse, ela perde seu voo por 4 minutos e pode não chegar à tempo para o casamento.

Oliver é um britânico que mora nos Estados Unidos por conta dos estudos (o que ele estuda? Não me pergunte. Este é o verdadeiro mistério do livro hahaha). Ele também está indo para Londres para um casamento e por coincidência está no mesmo voo que Hadley.

Os dois se conhecem antes de entrar no avião (ele foi gentil ao ajudá-la com as malas) e veem que estão a apenas um assento longe do outro. Enfim, eles conseguem conversar com a pessoa que ocupa o assento que os separa e acabam viajando um ao lado do outro.

Durante a viagem os dois começam a se conhecer e acabam gostando um do outro. Mas quais seriam as probabilidades de se encontrarem novamente numa cidade tão grande quanto Londres? E, mais ainda, quais seriam as probabilidades de se apaixonarem um pelo outro à primeira vista?

Já falei e repito: este é um dos meus livros favoritos! Simplesmente me apaixonei (à primeira vista hahaha) pela história, pelos personagens, por tudo. É um dos primeiros livros que eu salvaria se minha estante pegasse fogo (peloamordeDeus que isso não aconteça kkkkk). Enfim, recomendo sem dúvida para qualquer um que estiver procurando por uma leitura tranquila, simples e apaixonante.

Beijos




2 comentários:

Comente com sabedoria. Sem xingamentos, respeitando a opinião do outro, caso ache no texto um erro de gramática é só avisar.
"A bondade é o princípio do tato, e o respeito pelos outros é a primeira condição para saber viver."- Henri Frédéric Amiel
Beijos

© RM Desing - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Renata Massa | Tema Base: Butlariz.
imagem-logo