14 junho, 2015

Resenha: O Teste

TÍTULO: O Teste
TÍTULO ORIGINAL: The Testing
SÉRIE: Trilogia O Teste
VOLUME: 1
AUTOR(A): Joelle Charbonneau
EDITORA: Única
PÁGINAS: 320
Minha Avaliação:



No dia de formatura de Malencia ‘Cia’ Vale e dos jovens da Colônia Cinco Lagos, tudo o que ela consegue imaginar – e esperar – é ser escolhida para O Teste, um programa elaborado pela Comunidade das Nações Unificadas, que seleciona os melhores e mais brilhantes recém-formados para que se tornem líderes na demorada reconstrução do mundo pós-guerra. Ela sabe que é um caminho árduo, mas existe pouca informação a respeito dessa seleção. Então, ela é finalmente escolhida e seu pai, que também havia participado da seleção, se mostra preocupado. Desconfiada de seu futuro, ela corajosamente segue para longe dos amigos e da família, talvez para sempre. O perigo e o terror a aguardam.
Será que uma jovem é capaz de enfrentar um governo que a escolheu para se defender?

O Teste me lembrou em vários sentidos outras distopias muito conhecidas como Jogos Vorazes, Maze Runner, Divergente... Então logo no começo da leitura fiquei muito aborrecida com a autora que parecia ter apenas pego partes específicas de outras distopias e colocado em um livro só. Na metade do história ficava fazendo especulações sobre qual parte a autora iria escolher de outras para colocar no livro. Mas a medida que fui lendo, vi que a obra tinha sim partes bem parecidas, mas que a autora adicionava seu toque pessoal, o que fez com que eu acabasse gostando do conjunto da obra.

Malencia, ou Cia como a personagem prefere, é uma menina esperançosa que está prestes a se formar e que espera, mais que tudo, ser escolhida para o teste, um programa onde escolhem os mais inteligentes das comunidades para passar por uma série de provas para ver quem irá para a faculdade e se tornará um dos líderes da nação. Não se sabe muito sobre o Teste, pois a memória dos participantes é apagada ao passarem por ele. Mas com certeza, todo jovem quer ser escolhido.

Quando Cia é escolhida fica muito empolgada e aliviada, pois não sabia o que faria se não fosse escolhida. Mas seu pai (que passou pelo processo do Teste) a alerta antes de ir para o local onde as provas acontecerão que ela não deve confiar em ninguém, e conta que as únicas "memórias" que ele tem sobre seu teste são pesadelos que o assombram.

O livro é narrado em primeira pessoa onde temos o ponto de vista de Cia e um dos pontos positivos deste livro, que não acontece muitas vezes comigo, é que eu realmente senti o que Cia estava sentindo, senti o medo, a aflição, a expectativa.

O Teste me surpreendeu quando cheguei à parte mais brutal do livro, a autora com certeza não tem dó dos personagens e nem dos leitores. Cada vez mais Cia fica com inseguranças sobre o governo que comanda seu país. Cada vez mais vê seus companheiros morrerem e ninguém fazer nada sobre isso...

Enfim, O Teste pode lembrar outras distopias e histórias, mas tem seu toque pessoal e estou ansiosa pela continuação.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente com sabedoria. Sem xingamentos, respeitando a opinião do outro, caso ache no texto um erro de gramática é só avisar.
"A bondade é o princípio do tato, e o respeito pelos outros é a primeira condição para saber viver."- Henri Frédéric Amiel
Beijos

© RM Desing - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Renata Massa | Tema Base: Butlariz.
imagem-logo