17 março, 2015

FILMES indica A teoria de tudo e As aventuras de Peabody e Sherman

Olá, pessoas!
Estou de volta pra trazer mais dois filmes pra vocês. (Me amem muito essas semanas). Como eu contei no último post, eu gostei de praticamente todos os filmes indicados aos Oscar de 2015 e precisava indicar pra vocês, por isso hoje eu trouxe o lindíssimo filme A Teoria de tudo. Mas como ninguém é obrigado a assistir só os filmes do Oscar, também trouxe uma animação para vocês caírem de amores como eu. Esse último chama-se As aventuras de Peabody e Sherman.


Primeiro, vamos falar de A Teoria de tudo. Ele foi o segundo filme que assisti entre os indicados e confesso que estava com uma expectativa enorme. E, confesso, novamente, que minhas expectativas foram excelentemente satisfeitas e até fui surpreendida pelo que não esperava.

O filme é biográfico,  conta a história de Stephen Hawking, um físico conhecido mundialmente e diagnosticado com ELA, mas mesmo assim teve importantíssimas contribuições para a física. O filme é dramático. Como eu acabei de contar para vocês, ele tem uma doença motora degenerativa, ou seja, ele vai perdendo todos os movimentos. Stephen descobriu a doença muito cedo, e os médicos não deram uma expectativa de vida muito longa, entretanto, ele superou essas expectativas, e o prazo de dois anos se estenderam para décadas. O filme é romântico. O filme foi inspirado no livro da ex-mulher de Stephen, Jane Hawking. Então, a história que vai se passando durante o filme, não apenas foca na evolução da doença, foca o romance vivido entre os dois, o cuidado ao longo do relacionamento, as superação não só de Stephen, mas dos dois, como casal.

"Por mais que a vida possa parecer má, sempre existe algo que você possa fazer, e ter sucesso nisso... Enquanto existir vida, existe esperança."

Além de tudo isso, que já foram bons motivos para assistir a esse filme, o filme é bonito, apresentam cenas extremamente bem feitas. Os diálogos são admiravelmente escritos, o filme até deu uma brecha para cenas de comédia. E como eu deixo o melhor para o final, a atuação de Eddie Redmayne como Stephen Hawking é admirável, segundo o próprio físico “ele se viu no filme”. Vocês irão gostar muito de A teoria de tudo, e não achem que ele é um dramalhão e vocês vão chorar o filme inteiro, porque não é nada disso. Trailer lindo agora:



O segundo filme é As aventuras de Peabody e Sherman. Sou suspeita para falar já que sou apaixonada por animação, mas convenhamos, gosto de boas animações como todo mundo. Eu poderia comparar esse filme com A teoria de tudo, uma vez que, também fui muito surpreendida, mas diferente de A teoria de tudo, eu não tinha grandes expectativas para ele. Para mim, seria mais uma daquelas animações de humor enfadonho. Vamos combinar que este título quilométrico não é nada entusiasta.

O filme vai tratar sobre um cachorro nerd, que ganha o direito de adotar uma criança humana devido a sua grande inteligência. (Mari, explica isso direito). Gente, apesar de uma história um tanto fantasiosa (qual animação não é?), ela tem sim o poder de nos emocionar e acreditar nessa relação animal/humano. Até porque todo mundo gosta de um bichinho. Só é algo um pouco invertido Voltando à história, esse cachorro, o Sr. Peabody, foi responsável por criar uma máquina do tempo que levará não só o Sr. Peabody e Sherman, mas também uma garota, com quem Sherman se meteu em confusão logo no inicio do filme.

Adorei essa Maria Antonieta. Vocês não gostaram também?

Uma das coisas que eu mais gostei nesse filme foi, certamente, a representação das diferentes épocas durante a nossa história, seja a revolução francesa (uma das cenas que mais gosto durante o filme), seja o Egito. Vamos passeando por momentos diferentes e vai ficando cada vez mais gostoso de assistir. Vale muito a pena você assistir sozinho, ou com aquele seu priminho mais novo, ou com a melhor amiga. Mas assistam, vocês vão gostar. Trailer para se convencerem que querem assistir, sim:





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente com sabedoria. Sem xingamentos, respeitando a opinião do outro, caso ache no texto um erro de gramática é só avisar.
"A bondade é o princípio do tato, e o respeito pelos outros é a primeira condição para saber viver."- Henri Frédéric Amiel
Beijos

© RM Desing - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Renata Massa | Tema Base: Butlariz.
imagem-logo