04 março, 2016

Resenha - Filme: Deuses do Egito! | Por: Michelle Almeida

Olá gente, beleza?

No post de hoje, eu vim falar sobre um filme que ainda está em cartaz nos cinemas o: "Os Deuses do Egito", que conta com um elenco MA-RA-VI-LHO! Composto pelos lindos Gerard Butler, e o Nicolaj Coster (com as duas mãos! hahaha) ~ entendedores, entenderão.. ~

O filme retrata a vida no Egito do ponto de vista, como eu posso dizer, místico. Onde os imperadores eram Deuses com particularidades, como o sangue dourado, poderes e habilidade de transformação em criaturas mais fortes.

Retirado do: Google



Mas o que mais me chamou atenção nos filmes, foram a fotografia (que era excelente) e os efeitos gráficos com as transformações.. E também, pelo fato de que na história os Deuses eram maiores fisicamente que um ser humano normal, além da capacidade de viverem por mais tempo.

O filme conta a história de dois irmãos que dividiam o Egito e cada um governava uma parte, o pai deles, o Deus Rá, designa o Deus Set ( Gerard ~maravilhoso~ Butler) a parte do deserto do egito para governar. E o seu irmão, governa a parte próspera. E, tempos depois ele passa esse governo para o seu filho Deus Horus, que é impedido de governar por Set, que mata seu irmão, na tentativa de conquistar o poder daquela região próspera. E, o Deus Horus é ajudado por um mortal de nome Bek a tentar recuperar o poder.

Retirado do: Google.


O filme tem uma narrativa interessante, que te prende. Falo isso com convicção, porque estava morrendo de sono e não dormi! hahahaha

Vale muito a pena conferir esse filme, aqui em baixo eu deixo para vocês o trailer em HD:


Se você já assistiu, me diz aqui nos comentários o que achou! E, também, indicação de filmes para eu assistir e vir contar aqui o que eu achei. Beijos!!

2 comentários:

  1. mas vc so falou o inicio tem como me ajudar a resumir o filme inteiro e para um trabalho na escola e eu nao sou muito boa em resumir coisas.;)

    ResponderExcluir
  2. Eu realmente não gostei! O filme é incontestavelmente ruim. O roteiro não inova em nada, está cheio de clichês, utiliza muitas soluções extremamente convenientes e é demasiado expositivo em alguns momentos. Os efeitos especiais são extremamente mal feitos, mesmo uma pessoa leiga verá que eles não são convincentes. As atuações também estão bem fracas, nem mesmo o Gerard Butler (ator do óptimo Tempestade: Planeta em Fúria) se salva. Mas, apesar disso tudo, eu não consigo dizer que não gostei do filme. É tudo tão absurdo que eu não conseguia parar de rir. E como não rir?! As cores em geral são extremamente exageradas e brilhantes, mas com destaque especial para o dourado, que compõe quase que a totalidade do cenário (inclusive o sangue dos deuses). Algumas cenas de luta combinam slowmotion e 360° em volta dos combatentes. E o diretor, Alex Proyas (Cidade Das Sombras), não teve medo de representar os elementos da mitologia egípcia de forma fantástica, ele definitivamente não se preocupa que esse universo pareça crível.

    ResponderExcluir

Comente com sabedoria. Sem xingamentos, respeitando a opinião do outro, caso ache no texto um erro de gramática é só avisar.
"A bondade é o princípio do tato, e o respeito pelos outros é a primeira condição para saber viver."- Henri Frédéric Amiel
Beijos

© RM Desing - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Renata Massa | Tema Base: Butlariz.
imagem-logo